Em um dia de tempo firme e muito público no Autódromo José Carlos Pace, em São Paulo, o SuperBike Brasil finalizou a temporada de 2019, ano em que celebra dez anos de existência.

Foi um evento repleto de emoção e comemoração por parte de quem faturou um título do maior campeonato de motovelocidade das Américas.

Superbike Brasil - Eric Granado e Pedro Sampaio comemoram as dobradinhas da equipe Honda
Superbike Brasil – Eric Granado e Pedro Sampaio comemoram as dobradinhas da equipe Honda

Eric Granado (#51), principal favorito a levar o troféu da categoria principal antes de a etapa iniciar, confirmou todas as expectativas em Interlagos. Praticamente imparável, o piloto da Honda Racing venceu as duas baterias e garantiu o tricampeonato consecutivo da modalidade.

A situação ficou ainda melhor para a Honda com a boa atuação de Pedro Sampaio. O #28 foi segundo colocado nas duas provas e terminou vice-campeão: desta forma, a equipe dominou a categoria madrinha.

Eric Granado, da Honda Racing, conquista o tricampeonato da categoria SuperBike Pro no SuperBike Brasil 2019. Crédito: Ricardo Santos/Mundo Press
Eric Granado, da Honda Racing, conquista o tricampeonato da categoria SuperBike Pro no SuperBike Brasil 2019. Crédito: Ricardo Santos/Mundo Press

Rodrigo Dazzi, da Ello Racing, que venceu a primeira bateria da SuperBike Extreme, garantiu o título da categoria com um segundo lugar na segunda sessão.

No outro grid das 1000cc, Bruno Corano faturou a vitória e ficou com o título brasileiro da SBK Evolution. A corrida também confirmou as conquistas de Cris Nogueira (Evo Master) e Guto Figueiredo (SuperStock).

Entre as motos 600cc, a Kawasaki foi dominante na temporada. Matheus Barbosa (#260), campeão da categoria SuperSport, ficou a apenas três pontos à frente de Leo Tamburro (#53). Companheiro da dupla na equipe, José Duarte foi o terceiro.

O paraguaio Pedro Valiente conquistou a SuperSport Extreme. Rubens Bosch levou a SuperSport Master. Mauricio Marques já havia vencido na Stock 600cc.

A última etapa da história da categoria Copa Honda CBR 500R teve um final para lá de emocionante. Os dois pilotos que disputavam o título foram os primeiros colocados da 9ª etapa, separados por apenas 0s056. Raphael Ramos (#90), da equipe MotoSchool Racing Team, levou a melhor, com Fábio Florian (#88) em segundo guiando moto da Qatar Racing Team Brasil.

A categoria deixa de existir em 2020, já que a motocicleta deixará de ser fabricada. Em seu lugar, o SuperBike Brasil e a Honda farão a Copa Honda CBR 650 R.

Nada mais, nada menos que oito pilotos chegaram no mesmo décimo na corrida da categoria Yamalube R3 Cup. O vencedor geral foi Kaywan Freire (#36). O título da monomarca da Yamaha ficou com Gui Brito (#44). Na R3 Stock, Humberto Turquinho (#12) foi o campeão.

João Teixeira (#14) foi o grande campeão da Honda Junior Cup 2019. O jovem piloto coroou a grande temporada ao ser o primeiro a cruzar a linha de chegada na 9ª e última etapa do campeonato.

A corrida da categoria Escola foi vencida por Fábio Queiroz (#25), da Ello Racing. O grande campeão da temporada, porém, foi Rafael Palmieri (#889), da Paulinho SuperBikes.

A última corrida do SuperBike Brasil em 2019 acabou com decisão de título de maneira emocionante. Victor Simões (#598), da SPN Racing – 598, sagrou-se campeão da SuperSport Escola e vencedor da prova beneficiado de uma punição a Raphael Motta (#65), da Dezero Racing, que disputava o título com ele. Motta acabou a prova na terceira colocação.

A nota triste ficou por conta da decisão da equipe de Alex Barros de não mais participar do SuperBike Brasil. O jeito é aguardar, e torcer para uma mudança.

SUPERBIKE – 1ª CORRIDA
1) 51-Eric Granado
2) 28-Pedro Sampaio
3) 41-Maximiliano Gerardo
4) 17-Danilo Lewis
5) 260-Matheus Barbosa

SUPERBIKE – 2ª CORRIDA
1) 51-Eric Granado
2) 28-Pedro Sampaio
3) 17-Danilo Lewis
4) 41-Maximiliano Gerardo
5) 260-Matheus Barbosa

Deixe uma resposta