Conheça a história de José Geraldo Reis Pfau, o Zé Pfau, que começou a fazer miniaturas de motos a partir de peças de relógio nos anos 70, e não parou mais!

O artista Zé Pfau de Blumenau - SC, faz miniaturas de motos a partir de peças de relógios
O artista Zé Pfau de Blumenau – SC, faz miniaturas de motos a partir de peças de relógios

No início dos anos 70 a propaganda despertou o talento da criatividade. Era um tempo em que motos foi uma presença marcante. Sempre customizando, fazendo diferente. Foram duas motos, uma de 50 cc e outra de 600cc, grande inglesa. No cinema a atração era o “Easy Rider” com Peter Fonda. Guidão alto e escapamento para cima. Chegando aos 50 anos o que faltava era um hobby.

Hobby é talento. Talento precisa ser estimulado. O projeto era de fazer esculturas com peças automotivas. Gigantes. Partindo do que tinha disponível uma quantidade de chaves (velhas) de portas, foi montada uma imagem de moto. Ficou, até que, interessante.

miniaturas de motos Ze Pfau
Conversando sobre o assunto, com um empresário, amigo e do ramo de relojoaria surge o material que daria origem a obra. Relógios quebrados, relógios sem conserto, relógios usados. Aqui nesta parte do mundo temos esse tipo de descarte, já em países, notadamente os da Europa, os relógios são antigos. Aqui são acessórios, lá são jóias.

E assim foi, desmontando relógios, classificando as peças e unindo para criar a imagem de motos em miniaturas. É apaixonante com uma resultado fantástico. Todas as peças são utilizadas. A caixa principal, geralmente se transformam em rodas. As máquinas dos relógios são motores, as pulseiras de couro se transformam em assentos, as fivelas os guidões e assim as motos vão surgindo.

miniaturas de motos Ze Pfau

Inicialmente as miniaturas eram objetos com a imagem fixada num quadro. Para se transformar numa escultura bastava ter a imagem tridimensional. E as motos ficaram em pé. É oportuno registrar que são miniaturas que não tem escala ou seja proporção com as normais e também não são réplicas. São semelhantes.

Na sequência da produção elas ficaram articuladas, coloridas, altas, baixas, potentes, ousadas, antigas e modernas. O que tem despertado mais a atenção nas publicações de revistas, blogs, instagran e sites é a capacidade de, à partir de peças existentes, juntar e criar imagem de belas motos.

Praticamente em todas as regiões do Mundo, elas foram destaque. Douradas e até cromadas. Então o hobby se transformou numa coleção de miniaturas incrível. São mais de 500 miniaturas feitas só com peças de relógios.

Elas reproduzem todos os tipos de motos – cross, chopper, bobbers, Café Racer, trail, triciclos, Side car, quadriciclos, scooters… Com séries temáticas como motos de guerra, motos do cinema, motos de profissionais, de competições, as clássicas. Tem os modelos tradicionais de marcas Harley Davidson, Indian, BMW, Honda, Yamaha, Suzuki. Nas motos de personagens de filmes a reprodução do EasyRider, do Batman, Motoqueiro Fantasma, Diário de Motocicleta, Vigilante Rodoviário.

Miniaturas de motos Harley Davidson, Indian, BMW, Honda, Yamaha, entre outras
Miniaturas de motos Harley Davidson, Indian, BMW, Honda, Yamaha, entre outras

Nestes vinte anos as miniaturas viajaram bastante, em exposições nos Estados do sudeste do Brasil, inúmeras vezes publicado em programas e entrevistas na TV. As Revistas de motos no Brasil e nos magazines de relógios em inúmeros países mostraram a curiosidade de, à partir de peças de relógios, fazer uma arte em miniaturas de motos.

A produção de miniatura de motos geralmente é feita em horas do final de semana. Como são projetos colados ou soldados, cada conclusão leva três a quatro dias. A melhor e a mais bonita sempre é a última feita. As peças são únicas, não existe cópias.

A cada produção a riqueza de detalhes são superadas. Na meta são dois os desafios, um de expor minhas miniaturas na Europa, notadamente na Alemanha e/ou Portugal e iniciar a comercialização das miniaturas. Colocar as miniaturas da decoração de residências e escritórios.

miniaturas de motos Ze Pfau

Antes da pandemia o projeto de promover as vendas estava sendo estruturado. Nesta parte de proporcionar a arte aos consumidores o maior desafio é a fragilidade das peças.

Soluções estão sendo buscadas para que os apreciadores de arte, colecionadores de miniaturas e apaixonados por motos possam ter a satisfação de ter a arte em miniaturas de motos feitas com peças de relógios. E a produção continua alimentando a satisfação proporcionada pelo hobby.

Para conhecer mais: facebook.com/miniaturasartepfau

Deixe uma resposta