InícioDicasSelecionamos 4 dicas úteis para lubrificar a corrente da moto corretamente

Selecionamos 4 dicas úteis para lubrificar a corrente da moto corretamente

Lubrificar a corrente da moto parece algo simples, mas uma corrente mal lubrificada pode, além de danificar o conjunto de relação, causar travamento – e isso pode ser a origem de um futuro acidente.

Dicas úteis para lubrificar a corrente da moto
Dicas úteis para lubrificar a corrente da moto

Dicas úteis para lubrificar a corrente da moto

Selecionamos 4 dicas com os especialistas da Motul, multinacional especializada em lubrificantes e fluidos. São as dicas úteis para utilização adequada do lubrificante na corrente da moto:

1 – Escolha o óleo adequado

É essencial selecionar o produto correto para a lubrificação da corrente da sua moto. Recomenda-se também que você limpe minuciosamente qualquer sujeira ou resíduo presente antes da aplicação do produto. Além disso, é importante estar atento às condições da corrente e verificar regularmente o estado do conjunto de transmissão.

“A aplicação exagerada de lubrificante pós-limpeza pode provocar o esparramamento do produto por outras partes, sujando paralamas, quadro, balança, entre outros componentes, devido à rotação da roda, podendo até contaminar os pneus e interferir em sua aderência”, explica Caio Freitas, engenheiro de Aplicação da Motul Brasil.

2 – Aplicação adequada

A limpeza cuidadosa de sujeiras e resíduos é tão importante quanto a lubrificação da corrente. No entanto, é crucial seguir os procedimentos corretos para garantir uma lubrificação eficaz. Por exemplo, ao lidar com correntes que possuem retentores, é recomendado evitar o uso de solventes genéricos, pois eles podem danificar esses anéis de vedação. O uso de gasolina, diesel ou querosene, por exemplo, pode causar danos ao funcionamento adequado do conjunto.

“Em correntes com retentores, o uso de solventes genéricos pode danificar o funcionamento do conjunto. Esses anéis de vedação podem sofrer avarias por conta de gasolina, diesel e querosene, por exemplo”, diz Freitas.

Quer Ficar por dentro do mundo Duas Rodas?
Entre para o nosso Grupo de Whats!

3. Frequente observação das condições da corrente

A periodicidade para lubrificar a corrente da moto varia de acordo com o tipo de uso. Condições de alta contaminação, como sujeira, poeira, terra, areia ou dias chuvosos, podem acelerar a necessidade de limpeza e lubrificação. Em geral, é recomendado verificar o estado da corrente semanalmente ou diariamente, se a moto for utilizada de forma intensa, e reaplicar o lubrificante quando necessário.

lubrificar a corrente da moto diariamente, se for utilizada de forma intensa
lubrificar a corrente da moto diariamente, se for utilizada de forma intensa

4. Verificação regular do estado do conjunto de transmissão

Os componentes mais afetados pela falta de lubrificação da corrente são a coroa, o pinhão e a própria corrente, que formam o conjunto de transmissão final. A ausência de lubrificação adequada pode causar folgas excessivas, reduzindo significativamente a vida útil de todo o conjunto. Portanto, é fundamental verificar regularmente o estado dessas três peças, realizar a limpeza e lubrificação apropriadas, e verificar o conjunto após situações críticas, como chuvas.

Verificação regular do estado do conjunto de transmissão
Verificação regular do estado do conjunto de transmissão

Freitas ressalta que produtos inadequados para limpeza podem dificultar a aderência do lubrificante à corrente, complicando a lubrificação correta. “Para a limpeza de correntes sugerimos o MOTUL MC CARE C1 CHAIN CLEAN, um desengraxante extraforte capaz de remover a lubrificação anterior e as sujeiras. O Chain Clean é compatível com todos os retentores do mercado sem causar ressecamento”, indica.

“Vale utilizar, durante a aplicação do C1 CHAIN CLEAN, uma escova com cerdas plásticas para auxiliar na remoção da sujeira”, destaca Freitas. “É importante que a aplicação seja uniforme e feita em todos os elos da corrente. Para uma melhor aderência é preciso aguardar até o lubrificante secar e, se necessário, reaplicá-lo para garantir a proteção.”

Junior Rodrigues
Junior Rodrigueshttps://tudodemotos.com.br
Um cidadão que luta para vencer. Web designer, desenvolvedor web e editor ao mesmo. Já fui radialista, publicitário e até metalúrgico metaleiro. Acabei entrando e abraçando o mundo 2 rodas por influencia do meu irmão mais velho.
RELACIONADOS
  1. Você não entende p**** nem uma Você não nem nascido eu já andava de moto sempre usei diesel querosene e a máquina de alta pressão depois é passar ar comprimido e C4 da 30 minutos e segura uma escova de dentes e vai girando a roda até os roletinhos se igualaram na lubrificação e pronto fala que querosene estraga corrente é brincadeira????

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!

MAIS ACESSADOS

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.