InícioNotíciasYamaha vence as 500 milhas Brasil de Motovelocidade com a nova R1

Yamaha vence as 500 milhas Brasil de Motovelocidade com a nova R1

A nova R1 passou por um teste difícil: 4 horas de prova – Foto oficial 500 Milhas
Leandro Mello, Diego Pierluigi e Alan Douglas conquistam a vitória com a R1 60 anos em Interlagos – SP
Sob o sol forte e intenso do verão paulistano no último domingo (31/01), e sem a leve chuva que refrescou quem esteve no Autódromo de Interlagos, no sábado, máquinas e pilotos foram testados ao máximo em termos de resistência na prova de longa duração,as 500 milhas de motovelocidade.
De volta a São Paulo, – ano passado foi disputada em Curitiba porque o Autódromo de Interlagos estava em reforma – a competição reuniu grandes nomes da motovelocidade e mostrou na pista uma disputa acirradíssima. A maior constatação disso é que poucos segundos separaram os primeiros colocados na categoria geral ao término da prova, mesmo depois de 187 voltas e mais de 4 horas de corrida.
Chegada: Comemoração do piloto Alan Douglas – Foto:  Divulgação Yamaha
O Yamaha Racing Team era formado por: Leandro Mello, multicampeão de categorias On/Off Road, piloto de testes da Revista Duas Rodas e Programa Auto Esporte; Diego Pierluigi, sete vezes campeão argentino de motovelocidade e Alan Douglas, tricampeão das 500 milhas. A equipe teve nas mãos um mito das pistas para a disputa, a R1 com a pintura especial em comemoração aos 60 anos da Yamaha Motor, nas cores amarelo, branco e preto e que está disponível nas concessionárias Yamaha de todo o Brasil sob encomenda.
A largada foi dada no melhor estilo “Le Mans”, ou seja, pilotos fora de seus veículos. As motos ficaram de um lado da pista e pilotos de outro. Ao sinal, o encontro e a partida para a competição. 

Momento da Largada – Foto: Giro1

Diego Pierluigi iniciou a disputa para o Yamaha Racing Team. Algumas posições foram perdidas nesta saída, mas logo na primeira volta, Diego assumiu a terceira posição. Na volta seguinte, já era o segundo, e não demorou para assumir a ponta. Leandro Mello assumiu a pilotagem na sequência e Alan Douglas veio a seguir, com a R1 surpreendendo a cada volta.
Durante a corrida, houve confusão em muitos boxes sobre o regulamento da prova que não permitia o reabastecimento e troca de pneus ao mesmo tempo durante as paradas, visando a segurança dos membros da equipe, com isso alguns times foram punidos com perdas de voltas. Isso foi o que ocorreu também com o Yamaha Racing Team. “Nós chegamos a estar 3 voltas atrás do primeiro colocado, mas fomos recuperando as posições, e tiramos 3 voltas na pista do nosso concorrente, isso é incrível, mostra o quanto a R1 é forte e potente, mesmo sendo uma moto de rua, sem receber grandes adaptações para uma corrida destas, de pista”, disse Leandro Mello.
Equipe Yamaha vencedora das 500 milhas – 2016
Mesmo com tanto tempo de disputa e tantas voltas, apenas no final da competição, o resultado foi definido, com o Yamaha Racing Team em primeiro, e Alan Douglas garantindo seu quarto título das 500 milhas – “Você ter tanto tempo de corrida, mais de 4 horas, 187 voltas e o resultado ser definido somente na última delas, com poucos segundos de diferença para o segundo colocado, resume como a competição foi forte esse ano. Mostra também como nossa equipe esteve unida, a estratégia bem montada e o respaldo todo da Yamaha Motor fez a diferença. Correr com uma moto sem estar com o motor mexido, sem grandes mudanças, e vencer uma disputa de longa duração? É um resultado incrível.”
Junior Rodrigues
Junior Rodrigueshttps://tudodemotos.com.br
Um cidadão que luta para vencer. Web designer, desenvolvedor web e editor ao mesmo. Já fui radialista, publicitário e até metalúrgico metaleiro. Acabei entrando e abraçando o mundo 2 rodas por influencia do meu irmão mais velho.
RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!

MAIS ACESSADOS

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.