InícioNotíciasFim da Suzuki Hayabusa. Correto, mas só na Europa!

Fim da Suzuki Hayabusa. Correto, mas só na Europa!

A moto Hyper Sport da Suzuki, que conquistou uma legião de fãs por quase 20 anos, vai deixar o mercado europeu até o final de 2018.

Algumas notícias estão  assustando muita gente (principalmente os fãs da Suzuki Hayabusa) com a informação de que a gigante estaria com os dias contados. Mais precisamente até o final deste mês.

A história realmente procede, mas somente na Europa. Pra resumir a coisa toda, a lei anti poluição Euro 5, previa desde 2016, uma série de ajustes tanto em relação aos gases poluentes quanto ao nível sonoro. A Suzuki teve 2 anos para ajustar a Hayabusa ao mercado europeu e não o fez. Portanto, o modelo deixa a Europa.

Alguns sites europeus, inclusive portugueses, estão noticiando que a Hayabusa deixaria de ser vendida também nos Estados Unidos e Japão.

De acordo com a imprensa Suzuki aqui do Brasil, a notícia não procede. A Suzuki vai continuar nos Estados Unidos que não tem regras quanto ao modelo e no Brasil, por atender as exigências anti poluição do Promot 4.

Ou seja, os fãs da Hyper Sport aqui do Brasil podem voltar a respirar aliviados porque a gigante continua com força.

Novo modelo em comemoração aos 20 anos

No Japão, especula-se que uma edição comemorativa dos 20 anos da Hayabusa possa ser lançada no ano que vem. Até o momento é apenas especulação.

Modelo comemorativo dos 20 anos da Hayabusa. Projeção da revista japonesa Auto-By
Modelo comemorativo dos 20 anos da Hayabusa. Projeção da revista japonesa Auto-By

A revista japonesa Auto-By, que costuma acertar suas previsões, chegou a fazer uma projeção de como pode ficar o modelo comemorativo de 20 anos. A projeção não é apenas visual, mas prevê também um novo motor, passando das atuais 1.340 cilindradas para 1.440 cc.

Mas isso, até o momento é apenas especulação. Vamos aguardar!

Junior Rodrigues
Junior Rodrigueshttps://tudodemotos.com.br
Um cidadão que luta para vencer. Web designer, desenvolvedor web e editor ao mesmo. Já fui radialista, publicitário e até metalúrgico metaleiro. Acabei entrando e abraçando o mundo 2 rodas por influencia do meu irmão mais velho.
RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!

MAIS ACESSADOS

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.