InícioNotíciasLançamentosAuper InCity: conheça a moto elétrica brasileira com sistema anti-roubo, por R$...

Auper InCity: conheça a moto elétrica brasileira com sistema anti-roubo, por R$ 18 mil

A Auper InCity é uma moto elétrica brasileira, tem uma autonomia considerável de 160 quilômetros, chega a 150 km/h, e já deverá chegar com um sistema antirroubo de série e o melhor, a equipe quer lançar a moto no Brasil por R$ 18 mil reais, em 2024! Só tem um detalhe: foi toda desenvolvida no Canadá. Entenda o caso!

Auper InCity: moto elétrica brasileira por R$ 18 mil. Será?
Auper InCity: moto elétrica brasileira por R$ 18 mil. Será?

Auper InCity – A moto elétrica brasileira, com sede no Canadá

A moto elétrica InCity foi desenvolvida pela empresa Auper e segundo seu fundador, foi totalmente desenvolvida pensando no mercado brasileiro, os destaques sem dúvida ficam por conta do seu desempenho e promessa de acessibilidade financeira.

O brasileiro Silvio Rotilli Filho, é o fundador da Auper e motociclista há mais de duas décadas. Entre seus questionamentos, estão o porquê dos automóveis progredirem em tecnologia e segurança, enquanto os modelos de duas rodas parecem estagnar no tempo.

Impulsionado por essa inquietude, o Ph.D. em engenharia elétrica decidiu fundar a startup Auper. A empresa, estabelecida no Canadá, encarou o desafio de lançar no mercado a InCity, a moto elétrica (segundo seus fundadores) mais avançada do mundo.

Silvio Rotilli - ao centro - com a equipe da Auper
Silvio Rotilli – ao centro – com a equipe da Auper

Conheça a moto elétrica InCity da Auper

A moto elétrica a InCity da Auper não é mais um projeto no papel; ela já é uma realidade. Rotilli foi para o Canadá em 2017 para obter seu doutorado em engenharia elétrica na Universidade McMaster, na cidade de Ontário.

Foi onde conseguiu apoio para fundar a startup. Segundo publicação no site canadense TheGlobeAndMail, “Vim ao Canadá para fundar a Auper, porque fazer no Brasil o que fizemos aqui, seria quase impossível”.


Quer Ficar por dentro do mundo Duas Rodas?
Entre para o nosso Grupo de Whats!

Inovação Anti-Roubo

O elemento central que diferencia a moto da Auper reside na sua arquitetura, pautada em uma unidade de controle do veículo, a qual integra todas as funções da motocicleta. Esse conceito contrasta com o padrão comum, composto por uma variedade de sistemas e dispositivos distintos.

Os componentes da inCity usam software criptografado, onde só possam ser aplicados à moto original sem ser utilizados como peças de reposição em outras. Segundo o entendimento de Rotilli, a maioria das motocicletas roubadas no Brasil são para utilização de peças em mercado paralelo. Isso inibiria, de certa forma, os roubos para esse tipo de finalidade. Além disso, a chave principal também é criptografada e não reserva qualquer outra forma de ligar o motor.

Painel da Auper InCity
Painel da Auper InCity

O motor elétrico é fornecido pela empresa Enedym. Utiliza uma bateria de íon de lítio de 4,8 kWh. Segundo a Auper, a autonomia pode chegar a 160 quilômetros rodados, velocidade máxima de 150 km/h e faz de 0 a 100 km/h em 5 segundos.

Todas as versões contam com freios a disco e ABS nas rodas dianteira e traseira, junto a sistemas de controle de tração e estabilidade como padrão.

O painel de instrumentos digital, denominado IIC (Painel Inteligente de Instrumentos), adapta-se de acordo com a situação de condução. Em movimento, exibe apenas dados essenciais, como velocidade e a carga restante da bateria. Durante paradas, fornece informações sobre tráfego e o desempenho em tempo real.

Auper InCity - moto elétrica brasileira
Auper InCity – moto elétrica brasileira

Preço no Brasil

A Auper tem a expectativa de introduzir a InCity no mercado brasileiro a um custo bastante acessível, considerando a quantidade de tecnologia embarcada. A moto elétrica deve ser comercializada no Brasil por R$ 18 mil, segundo palavra do seu fundador.

A partir de janeiro de 2024, a empresa tem o plano de iniciar a produção de 1.000 unidades da motocicleta em uma montadora localizada no estado do Rio Grande do Sul. O planejamento da startup é gerir sua própria unidade de produção nacional até 2026.

*Todas as fotos: Redes Sociais

Junior Rodrigues
Junior Rodrigueshttps://tudodemotos.com.br
Um cidadão que luta para vencer. Jornalista, web designer, desenvolvedor web e editor ao mesmo. Já fui radialista, publicitário e até metalúrgico metaleiro. Acabei entrando e abraçando o mundo 2 rodas por influencia do meu irmão mais velho.
RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

MAIS ACESSADOS